domingo, 17 de março de 2013

Duelo comunista em Braga

O autarca comunista da freguesia da Sé confessou-se desiludido com o seu partido e pondera abandonar a militância. Se por um lado parecemos estar diante de uma reacção infantil de alguém que não aceita ter sido preterido em detrimento de outrém, por outro lado isto pode ser reflexo de uma forma pouca democrática de funcionar internamente, da parte do Partido Comunista. Não faltam exemplos no passado de pessoas que deixaram este partido, na sequência de decisões desse género. Lembre-se, por exemplo, o caso de Zita Seabra.
Se é certo que nos partidos, há que aceitar as decisões tomadas pelos órgãos eleitos e ser fomento de unidade e comunhão - um partido não é a soma de vontades individuais... - não deixa de ser um mau arranque para a candidatura de Carlos Almeida.
A perda de um dos elementos mais carismáticos do partido em Braga, a confirmar-se, será um sério revés.

6 comentários:

  1. Blogger, diz-nos quem é que elegeu o Ricardo Rio para esta candiatura? É que ninguém ouviu faalr em escrutínio interno. Lá está, é a veia monárquica a impor-se na coligação.

    Preferias uma escolha à vitor sousa, onde vieram camionetes com novos militantes?

    Joaquim Rodrigues

    ResponderEliminar
  2. Rui.. mais uma vez o tendenciosismo... o Litos foi democraticamente escolhido pela CDU. O Antonio Sousa apenas não aceitou e por isso não se reve no partido. O que está mal, está mal porque ele não pondera sair do partido por nenhuma divergencia filosofica ou politica mas, pura e simplesmente porque os seus camaradas preferiram outra pessoa e na minha opinião mt bem pq tenho a certeza que se fosse ao contrario o Litos apoiaria incondicionalmente o Antonio Sousa. Tenho a certeza porque em situações similares em outras candiadaturas o fez. O PCP não é um conjunto de vontades individuais mas uma vontade colectiva formada de todas as vontades individuais.

    O pior Rui é que em todos os partidos existe este tipo de situações. Por exemplo no teu PPD... o Guilherme Aguiar não fez uma candidatura à parte para Matosinhos? tantos mas tantos exemplos.

    O problema é que a CDU já Vos começa a criar problemas. O Litos não vai só ser eleito vereador como vai ter uma votação muito expressiva PODE ATÉ GANHAR. E isto anda a deixar mt preocupado quer o V. Sousa quer o R. Rio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro "Miguel Marques", não deixa de ser uma situação que manifesta falta de unidade interna. Quanto ao "meu PPD", devo informar que não tenho partido, nem me interessa o que se passa em Matosinhos. Interessa-me sim o futuro de Braga e a melhor solução governativa. Em vez de me iludir com ideologias ultrapassadas e sonhar com uma vitória impossível, prefiro dar o meu apoio apartidário à solução mais evidente de mudança e ao candidato com melhores condições de a protagonizar, sem menosprezo por outras eventuais opções naturalmente.

      Eliminar
  3. Amigo blogger, diga lá quem é que do PSD e do CDS elegeu o seu preferiti para ser candidato à câmara de braga?

    Bem vistas as coisas, o PCP foi mais democrático porque elegeu alguém. Lá está, se não tivesse havido eleição seria anti democrático, como houve é porque há desunião.

    Joaquim Rodrigues

    ResponderEliminar
  4. fEITO POR adeptos do teu clube:

    Dois feridos ligeiros e muitos vidros partidos são o resultado do apedrejamento do Núcleo Sportinguista de Braga, domingo à noite, revelou fonte da delegação leonina.

    "Estávamos a ver a segunda parte do Vitória de Guimarães - Benfica quando, de repente, começaram a 'chover' pedras para dentro da sede. Tivemos que nos abrigar para nos protegermos dos vidros partidos", contou à Lusa António Mendes, que explora o bar do núcleo, sito na Praça Camilo Castelo Branco, perto da estação ferroviária da cidade.

    António Mendes identificou os indivíduos, "entre 50 a 100", como afetos às claques do Sporting de Braga.

    "Depois ainda deram umas patadas na porta, mas conseguimos impedir que eles entrassem nas nossas instalações. Só quando chegou a polícia é que eles fugiram", disse.

    Do apedrejamento, além muitos vidros partidos e da porta de entrada danificada, resultaram ainda dois feridos ligeiros, o próprio comerciante, que recebeu tratamento no local por uma equipa do INEM, e outra pessoa que teve que deslocar-se ao Hospital de Braga por causa de um corte mais grave numa mão.

    "Há umas semanas fomos assaltados durante a noite, partiram vidros, levaram-nos um computador, bandeiras e agora foi isto. Por acaso não foi num dia de jogo do Sporting, em que isto costuma estar cheio, até com crianças, e podia ter sido bem mais grave", notou António Mendes.

    Na tarde de domingo, durante o jogo entre as equipas B dos dois clubes, no Estádio 1.º de Maio, em Braga, a contar para a II Liga de futebol, registaram-se incidentes entre adeptos bracarenses e sportinguistas.

    Para 30 de março está marcado o Braga - Sporting, da 24.ª jornada da I Liga de futebol.

    Fonte da PSP confirmou o incidente, mas não adiantou mais dados.

    ResponderEliminar
  5. Bem esta agora é q não tem nada a ver...

    Caro "Rui", uma andorinha não faz a primavera... uma atitude adolescente não revela falta de unidade... revela maturidade democratica. Utilizei o exemplo de Matosinhos apenas como isso, um exemplo. O que se passa no PCP afinal é o mesmo que se passa em outros partidos.

    Vitórias impossiveis, não há impossiveis e se concorre pode ganhar espero que ganhe e espero que Ricardo Rio e Vitor de Sousa percam. Porque? Porque o projecto de um e outro: METER AO BOLSO.

    ResponderEliminar